7 indicadores de desempenho financeiro que você precisa conhecer

Indicadores de desempenho

O empreendedor nunca deve perder de vista a avaliação dos resultados de sua empresa.

Com os indicadores de desempenho torna-se viável realizar um breve diagnóstico de como a saúde financeira da empresa está conseguindo ter tempo para consertar pequenos desvios de rota.

Portanto, saiba de alguns indicadores que você não pode deixar de visualizar!

1- Faturamento bruto

Este indicador é importante porque indica quanto dinheiro vai entrar na organização, ou seja, o faturamento corresponde ao somatório dos ganhos que foram obtidos em dado período.

É essencial saber o quanto se está vendendo em seu mercado: se este indicador estiver abaixo do pretendido, o empreendedor deve repensar suas estratégias de marketing e buscar novos clientes.

2- Lucratividade

Não se pode confundir este indicador com o lucro da empresa (que seria igual ao faturamento subtraído dos custos).

A lucratividade é conseguida através da divisão entre o lucro líquido e o faturamento bruto mensal, tendo como resultado um valor percentual.

Trata-se da referência mais relevante para se saber se o negócio é rentável ou não.

3- Rentabilidade

Indicador que revela o poder de ganho ou de retorno do capital que foi investido na empresa. Você saberá se o negócio é atrativo a partir do cálculo do retorno do que investiu (ou pretende investir).

Sua fórmula básica equivale à divisão do resultado líquido da empresa pelo total do Ativo.

Se o empreendedor investiu R$10.000,00 nos ativos de seu negócio e alcançou retorno de R$1.500,00, isso significa que teve rentabilidade de 15%.

4- Ticket médio

Referencial que diz respeito ao valor médio de cada venda. Isso ajuda a entender a dinâmica de sua empresa, sobretudo se a atividade é varejista.

O cálculo é feito com base na divisão do faturamento pelo volume de vendas realizadas no período. Para o dono do negócio, este indicador é interessante porque pode indicar quem são seus melhores vendedores, caso seja calculado por funcionário, e para desvendar se está comerciando produtos de maior ou menor valor.

Seu resultado poderá determinar a necessidade de maior capacitação da equipe ou de mudanças em suas estratégias de marketing.

5- Custos fixos

Um dos indicadores que não podem jamais sair do controle é o que se refere aos custos fixos. Estes significam as despesas que não variam, mesmo com as alterações de faturamento, para mais ou para menos.
O aumento dos custos fixos poderá ter efeitos muito prejudiciais ao final do período.

6- Nível de endividamento

A dependência do negócio em relação ao capital obtido com terceiros geralmente é uma forte e constante preocupação dos empreendedores.

O nível de endividamento da empresa toma por base os dados contidos no Balanço Patrimonial, dividindo-se o total do Passivo (as dívidas com empréstimos, contas a pagar e obrigações com fornecedores, por exemplo) pelo total do Ativo.

É importante manter os olhos abertos se há empréstimos na composição deste cálculo, pois os juros dos recursos financiados por instituições financeiras costumam ser muito altos.

7- Margem operacional

Indicador que define a porcentagem de cada unidade monetária (real) de venda, depois que as deduções referentes às despesas forem satisfeitas, com exceção do Imposto de Renda.

Então, a margem operacional é obtida a partir da divisão do resultado operacional pela receita líquida de vendas.

Os números e resultados de sua empresa vão lhe mostrar o que está dando certo e permitir que você elimine erros que seu negócio possa apresentar, em vez de apagar incêndios no futuro. Quais indicadores você tem empregado para medir o desempenho financeiro de sua empresa?



Deixe uma resposta